Polêmica! Blog dá passo a passo de como estuprar mulheres em baladas e escolas

1(2)

Um blog chamado “tioastolfo” tem ultrapassado todos os limites do mau gosto e da ilegalidade ao postar textos em que, dando um passo a passo detalhado, ensina homens a praticar estupros em lugares públicos como casas noturnas e escolas.

Na segunda-feira (27), a Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) divulgou nota na qual afirma que sua ouvidoria começou a investigar se a página é de autoria de um de seus alunos, conforme lhe foi denunciado.

Além de imagens pornográficas e de vítimas de violência sexual, o blog traz entre seus posts guias de como praticar abusos sexuais na adolescência e textos com títulos como “aprenda a lidar com uma vagabunda”, no qual se lê: “Por mais feio, velho e pobre que seja um homem, ele ainda é superior a uma mulher pois pode quebrar o pescoço da vadia a hora que ele quiser”.

A violência dos posts só piora. Em um outro, em que o autor dá dicas de como estuprar mulheres na escola – “pois, quanto mais cedo você estupra a mulher, menor a probabilidade de ela te contaminar com HIV” –, enumera até os tipos de armas que podem ser usados para intimidar a vítima, enquanto ilustra o texto com fotos de Liana Friedebach (morta pelo então adolescente Roberto Aparecido Alves Cardoso, conhecido como Champinha, após três dias de seguidos estupros, em 2003).

“A Unesp informa que repudia quaisquer opiniões preconceituosas e que incitem à discriminação, à violência e a sentimentos de ódio realizadas por pessoas ligadas ou não à instituição”, disse a universidade em nota. “Posições como essa vão contra os princípios básicos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e da convivência democrática. São, também, consideradas infrações às leis brasileiras e, portanto, passíveis de punições.”

Na página, também é incitado o racismo, a homofobia e o antissemitismo – uma foto no blog mostra um homem segurando nas mãos o livro “Minha Luta”, de Adolf Hitler (na legenda diz que ele é advogado da página).

Na segunda-feira (27), um post do blog trouxe o nome e informações pessoais do suposto dono da página, que desafiou as autoridades em texto. “Quando o blog começou a repercutir, confesso que senti medo. Até tirei o meu Facebook da página. Mas, após uma conversa com o sujeito que está me ajudando a manter este site, que me assegurou que seus advogados já estão encarregados da minha defesa, resolvi tocar o foda-se e dar a cara a tapa”, escreveu.

“Se eu fosse um cara bonito, do tipo aquele ator do ’50 Tons de Cinza’, estaria um mar de vagabundas aqui pagando meu pau e querendo meu telefone. Como sou gordo, fora do padrão estético, estou sendo discriminado, vítima de racismo por ser pardo (me considero branco de coração).”

O acusado, no entanto, rechaçou ser o responsável pelo blog em seu site pessoal e afirmou que seu dono é outro sujeito, que teria sido preso em 2012 por incitações criminosas semelhantes.

Procurados, o Ministério Público Estadual de São Paulo e a Polícia Federal não se pronunciaram sobre o assunto. IG*

Untitled-2(7)

Descrição de como praticar o crime é feita em detalhes na página.

Estupro(1)

Texto misógino na página, cujo autor ainda não foi divulgado.

Anúncios

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s